Telepatia e Privacidade

Telepatia e Privacidade

Pergunta:

Meu yoyozinho Domingos Yezzi, hoje, enquanto me inteirava dos conceitos do Oscar Quiroga, em torno do tema transparência, assimilava que, com o desenvolvimento da telepatia, realmente, nossa humanidade deve se preocupar com o melhor jeito de conviver com ela. A privacidade vai para o “espaço”, não é mesmo? Parece-me ser ele telepata e algo me intui que vosmecê também o é. O assunto é de uma importância capital, e meu lindo yoyozinho como mensageiro do bem poderia desenvolvê-lo junto ao povo sedento de elucidações transcendentais. Eu estou em meio à multidão, ávida por esclarecimentos sobre esse palpitante assunto.

Muito axé,
Thereza

Resposta:

Minha Querida Yayá Tekinha.

Vosmecê é muito gentil, como sempre. A telepatia ainda não é dada a conhecer ao povo comum, a não ser a alguns cujo passado registrado em seus DNAs espirtuais, tenham horas, anos, dezenas deles, trabalhado e treinado a sua utilização, razão pela qual, a maioria da população mundial ainda não a tem eu seu alcance, mas, tão logo passem as modificações planetárias e humanitárias, o novo habitat revelará raças e povos que já nascerão afeitos à transmisão de pensamento, pois não haverá lugar para privacidades. O Organismo, o Espirito, a Mente Humana, serão um livro aberto à quem quiser lê-lo, adentrá-lo a qualquer momento, como já é feito em planetas evoluidos. Ninguém, pensará mal de alguém, não haverá o que pensar, nem cobiçará o que é do outro, pois não haverá cobiça. Deu pra entender, minha prezada Yayá Tekinha?

Beijos,
DYezzi::.

Deixe um comentário